Vídeo em destaque

segunda-feira, 30 de junho de 2014

EVIDÊNCIAS - Como o Novo Testamento Chegou Até Nós? - Parte 2






sexta-feira, 27 de junho de 2014

1º Congresso Brasileiro do Design Inteligente



Primeiro Congresso Brasileiro do Design Inteligente será realizado nos dias 14, 15 e 16 de novembro no The Royal Palm Plaza, em Campinas. Congresso reestabelecerá a verdade sobre nossas origens na Ciência verde-amarela. Acesse o site do congresso e acompanhe maiores informações.



Facebook:









quinta-feira, 26 de junho de 2014

Quem veio primeiro: o monoteísmo ou o politeísmo?








quarta-feira, 25 de junho de 2014

terça-feira, 17 de junho de 2014

Uma palavra não convencional sobre namoro









        Confesso que tô um pouco cansado desse blá blá blá sobre namoro que frequentemente surge na internet e em alguns debates. Em geral, a galera tenta dar uma receita e algumas dicas para os jovens não entrarem numa fria. A proposta é boa, mas não satisfatória. Vou expor aqui o meu parecer que levei alguns anos p/ desenvolver. Devo dizer que ele leva em conta a minha própria experiência, os princípios ensinados na Bíblia, alguma observação das experiências alheias e uma dose de sensatez.
        Direto ao ponto: há uma ideia equivocada de que existe namoro santo. É impossível ter um namoro santo fora do casamento, pois para ter acesso aos privilégios do namoro, é preciso CASAR! E os jovens querem namorar mesmo sem casar, querem namorar apenas p/ não ficarem sozinhos. Fora do casamento nenhuma prerrogativa do namoro se sustenta. Beijar, abraçar, acariciar, tocar, alisar etc. são estímulos INEVITÁVEIS em um namoro e eles não são lícitos sem a aliança do casamento.
O sexo com penetração não é a única forma de contato ilícita fora do casamento. Intimidade aponta apenas em uma direção: a do aumento. Beijar, abraçar, acariciar, tocar etc. fora do casamento, desperta desejos que não podem ser supridos sem que sejam cometidos pecados. Além disso, o sexo não se resume à penetração. A atividade sexual inicia muuuuuuuuuuito antes de uma penetração e já traz consigo toda a carga que antecede o ato sexual.
Beijos, abraços, carícias e toques só podem ser usufruídos dentro da aliança do casamento e não somente o sexo com penetração. Quem não deseja cumprir os deveres do casamento, perde o privilégio de desfrutar os direitos que ele proporciona. Infelizmente, a cultura liberal está invadindo a igreja e os princípios do Reino de Deus estão sendo traídos. É nesse momento que a gente percebe que uma igreja cheia não significa nada! Nesse contexto, se faz uma série de recomendações para evitar que um casal não caia em fornicação. Dentre elas, a mais frequente é que o jovem deve casar logo, pois é perigoso namorar durante muitos anos. Embora pareça espiritual, essa recomendação é totalmente pueril. Dizer a um jovem que namore mas não avance na intimidade, é como colocar uma suculenta fatia de carne na frente de um cachorro faminto e dizer: não coma! Ou seja, pura tolice! Se você não está casado, então não tem direito às prerrogativas do namoro. Lembre de Salomão: ​A posse antecipada de uma herança no fim não será abençoada (Pv 20.21). Namorar sem casar é ter acesso antecipado a uma herança e no fim se torna ilegal.
Quer ter um namoro santo, CASE! Siga estas instruções: prepare-se para a vida (estudando e trabalhando), pratique um esporte, aprenda outro idioma, tenha amizades saudáveis, se envolva em alguma atividade na igreja etc. Acima de tudo: torne-se um bom candidato! Lembre: casamento não é apenas uma questão de encontrar a pessoa certa, mas de ser a pessoa certa. Portanto, torne-se alguém que valha a pena casar, torne-se um bom pretendente e provavelmente você encontrará alguém à altura. Depois de casar NAMORE MUUUUUUUUUUUUUUUUUUUITO! FAZENDO ASSIM, você terá um namoro santo. SEM RESENHA!!!
E o que fazer ao encontrar a pessoa certa? Simples: comprometa-se com ela. Para se comprometer é desnecessário beijar, abraçar, acariciar etc. EXATAMENTE como exemplifica a Bíblia (Gn 24; Lc 1.26,27), assumir um compromisso com alguém para casar não é preciso namorar antes. Pode namorar depois de casar! Na proposta de Deus existe o compromisso (equivalente ao nosso noivado), mas não há namoro antes do casamento. Namoro antes do casamento é uma invenção humana, não tem nada haver com a ideia divina. Ao encontrar a pessoa com quem pretende casar, faça isso: estude, trabalhe, junte dinheiro, planeje, procure saber como essa pessoa trata a família (e amigos, parentes, vizinhos) etc. Uma quantidade gigante de problemas seria evitada se adotássemos o padrão bíblico, mas hoje o padrão bíblico ficou obsoleto. As pessoas querem estar antenadas com a modernidade. A geração pipoca de micro-ondas não aprendeu a ser cristã, aprendeu a ser evangélica. Mas os princípios eternos de Deus continuam sendo a melhor maneira de não se meter numa fria.

Um abraço a todos.

Marconi BS Costa

segunda-feira, 2 de junho de 2014

O neo-Darwinismo não se sustenta mais!!!




Céticos de Darwin procurando a “Terceira Via” em Biologia lançam website
Evolution News & Views Maio 31, 2014 5:56 AM


http://www.thethirdwayofevolution.com/


Bravo! Eis aqui um novo website a ser explorado que coloca um sério entrave na visão de que somente “criacionistas” buscam uma teoria alternativa ao neodarwinismo. É o site The Third Way [Terceira Via] subtitulado Evolution in the Era of Genomics and Epigenomics [Evolução na era da Genômica e Epigenômica]. Não, esses não são defensores do Design Inteligente de modo algum. Isso é muito significante.
O site TTW é composto um grupo de cientistas, inclusive o microbiologista e algumas vezes contribuinte do ENV, James Shapiro, da Universidade de Chicago, juntamente com pesquisadores que pensam da mesma forma da Universidade de Oxford, MIT, Princeton, UCLA ao redor do mundo (Tel Aviv, Haifa, Vienna, Bonn etc.), e em outros lugares. O website dá a sua “razão” de existir como segue:

“A vasta maioria das pessoas crê que existem somente duas visões alternativas para explicar as origens da diversidade biológica. Uma visão é o Criacionismo que depende da intervenção sobrenatural de um Criador divino. A outra visão é o Neodarwinismo, que elevou a Seleção Natural em uma força criadora que resolve todos os problemas evolucionários difíceis. As duas visões são inconsistentes com quantidades significantes de evidência empírica e evoluíram em ideologias de linha dura. Há necessidade de uma ''Terceira via'' de discussão de mudança evolucionária baseada em observações empíricas”.

A segunda sentença poderia ser mais exatamente formulada:

“Uma via, falando muito vagamente, que inclui o criacionismo Bíblico e a teoria científica do Design Inteligente ou insiste (como no caso do criacionismo) ou (como no caso do DI) não vê fundamentos em Biologia para excluir a possibilidade de direção por um Criador ou designer fora da natureza”.

Mas nós vamos deixar isso passar. As pessoas no TTW estão corretas que o pensamento sobre evolução se encontra num estado de um fermento alto. Esse é o grande fato proibido que a divulgação popular da ciência e comentário escondem do público. Os cientistas percebem cada vez mais a inadequação da teoria darwinista e estão procurando uma substituição. Este fermento não é, de modo algum, motivado por fervor religioso, mas antes, pelo reconhecimento de “significantes quantidades de evidência empírica” em desacordo com o neodarwinismo.

Eles continuam:

“Até hoje, o público em geral, e muitos cientistas, desconhecem décadas de pesquisa em ciência evolucionária, biologia molecular e o sequenciamento do genoma que fornecem respostas alternativas de como os novos organismos se originaram na longa história da vida na Terra. Este website é dedicado em tornar disponíveis os resultados daquelas pesquisas e oferecer um fórum para expor o novo pensamento científico sobre o processo evolucionário. O registro do DNA não apoia a afirmação de que pequenas mutações aleatórias são a principal fonte de novas e úteis variações. Agora nós sabemos que muitos processos diferentes de variação envolvem ação celular bem regulada sobre as moléculas do DNA.
“Os genomas se mesclam, encolhem e crescem, adquirem novos componentes de DNA, e modificam suas estruturas por processos celulares e bioquímicos bem documentados. Muitos dos cientistas mencionados neste website chegaram a uma série de conclusões sobre diferentes aspectos da mudança evolutiva. Muitos consideram a evolução como um processo complexo com mecanismos e estágios distintos em vez de um fenômeno explicável por um pequeno número de princípios. As divergências e a multiplicidade de ideias, opiniões e teorias neste website são necessárias, pois muitas áreas de biologia evolucionária permanecem relativamente inexploradas”.

Nós iremos ficar de olho no website The Third Way, desejando a este grupo de acadêmicos ousados muito sucesso na ajuda em mudar lentamente em nova direção o curso do barco da biologia evolucionária.

Fonte 1:  

Fonte 2: 
 
Fonte 3: http://www.thethirdwayofevolution.com/