Vídeo em destaque

sábado, 3 de agosto de 2013

Humildade não é mediocridade!



       E vice-versa!

É lamentável, mas infelizmente tem muita gente confundindo humildade com mediocridade. Em nenhum lugar da Bíblia há qualquer relação entre medíocres e humildes, só na mente dos desavisados. Por alguma razão, as pessoas confundem humildade com pobreza, falta de talento e de capacidade, fraqueza, burrice, covardia, dependência, lerdeza, demência, fracasso, incompetência, lentidão, etc. Um conceito TOTALMENTE equivocado!
       Pela Palavra de Deus, a humildade está associada à sabedoria, honra, produtividade, competência, favor, graça, vida, crescimento, avanço, sucesso, salvação, conquistas, etc. Veja os seguintes versículos: Pv 11.2; 15.33; 18.12; 22.4; 29.23; I Pe 5.5; II Sm 22.25-28; Sl 149.4; I Co 1.26-31.
       Intencionalmente, algumas pessoas querem propor que o corajoso, o determinado, o competente, o conquistador e desbravador é arrogante, soberbo e vaidoso, criando uma relação desonesta entre capacidade de conquista e presunção. Nesta visão, homens como Josué, Calebe, Davi, Paulo, José seriam facilmente classificados como prepotentes. A confiança que Josué e Calebe esbanjaram seria imediatamente encarada como soberba (Nm 13.30; 14.6-9,24,30; Js 14.6-12).
Não se deixe enganar por esse tipo de argumento. É a vontade de Deus que Sua igreja cresça e apareça (Dt 28.12,13; Pv 4.18; Mt 5.14-16; Fl 2.14,15; I Pe 2.11,12)! A igreja deve influenciar o mundo sem ser influenciada por ele (Tg 4.4)! A igreja deve conquistar sempre novos territórios ampliando incansavelmente o Reino de Deus na Terra. TODA VEZ QUE A IGREJA DEIXA DE AVANÇAR, O DIABO GANHA TERRENO!
Historicamente, o Evangelho no Brasil sempre esteve associado a um povo sem cultura, sem instrução, sem influência, incapaz de enfrentar grandes desafios, miseráveis, frouxos, lerdos, xexeiros, etc. Jamais se imaginava vermos na igreja homens de Deus que fossem grandes empresários, desembargadores, médicos, prefeitos, engenheiros, juízes, senadores, doutores, diplomatas, cientistas, filósofos... E HOJE VEMOS TUDO ISSO. Este cenário está crescendo cada vez mais na igreja evangélica brasileira, mas MUUUUUUUUITO lentamente. Esse processo poderia ser muito mais veloz e acelerado se não fosse a enorme resistência mental e intelectual presente em muitos irmãos, inclusive em muitos líderes e ministros.


A identidade de miséria, avareza e mesquinharia ainda persiste em ambientes que deveriam promover o avanço do Reino de Deus (Lc 17.21; Rm 14.17), e dessa maneira a igreja não recebe os estímulos corretos. Isso me faz lembrar dos hebreus quando estavam no Egito (Êx 1.1-14; 2.23-25). Deus tirou Israel do Egito com certa facilidade, mas não conseguiu tirar o Egito de Israel (Nm 11.1-6; 13.31-33; 14.1-5,26-35). Entranhado nos hebreus estava a identidade da miséria, escravidão, idolatria, autocomiseração, derrota, fracasso, incredulidade, mediocridade, etc. Por isso que persistentemente eles se recusavam a desenvolver sua fé e confiar em Deus. Por diversas vezes eles presenciaram milagres extraordinários, mas insistiam em sua própria natureza mesquinha (Nm 14.22,23).
Infelizmente, o medo e a covardia estão motivando na igreja um sentimento que inverte os valores e as faz pensar que simplicidade e humildade é o mesmo que demência, lerdeza e tolice. Simplicidade e humildade não tem nenhuma relação com improdutividade, incompetência, ineficácia e ausência de conquistas. Simplicidade e humildade protegem você da soberba, arrogância, orgulho, vaidade e te faz reconhecer o seu lugar (Mt 11.25). Te deixa sempre disposto a aprender e te faz honrar as pessoas independente de suas posses (Fl 2.3). Observe que não tem nenhuma relação com ser medíocre. Jesus foi simples e humilde (Mt 11.29), e se tornou o Rei dos reis (Fl 2.5-11). Davi foi simples e humilde, e se tornou o maior rei que Israel teve. Salomão foi simples e humilde, e se tornou o homem mais sábio do planeta (inferior apenas a Jesus). Paulo foi simples e humilde, e se tornou o maior apóstolo de todos os tempos (sendo inferior apenas a Cristo). Abraão foi simples e humilde, e se tornou o pai da fé (uma das maiores honras registradas na Bíblia). José foi simples e humilde, e se tornou o vice-presidente da maior nação do planeta em sua época. Daniel foi simples e humilde, e se tornou o mais destacado assessor do rei. OS EXEMPLOS NÃO CABEM AQUI!!!
Portanto, caro leitor, se você é realmente simples e humilde, mas sua vida não produz nada de relevante para Deus, eu duvido seriamente dessa humildade e simplicidade. É muito mais provável que você esteja confundindo mediocridade e mesquinharia com humildade. ACORDE!!!

        Um forte abraço a todos e que Deus salve a igreja do sentimento de miséria!


Marconi BS Costa

Nenhum comentário:

Postar um comentário